Professora bêbada aplica prova de 23 horas

Landysh Zaripova, uma professora da Universidade Federal de Kazan, na Rússia, aplicou uma prova oral com duração de 23 horas aos alunos. Indignados, os estudantes relataram que Landysh deixava o local com frequência para beber em uma sala ao lado.

O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.