Projeto britânico para carteira de identidade sofre derrota

O governo britânico sofreu uma derrota contra seu projeto para criar um documento de identidade, quando a Câmara de Londres votou, nesta segunda-feira, para que os ministros mostrassem o detalhamento dos custos por 10 anos, antes da introdução dos documentos.Agora, os ministros terão de tentar reverter a derrota quando a proposta voltar da Câmara de Comuns, em algumas semanas.Os nobres se concentraram em debater quanto custaria o projeto e, nesta segunda-feira, na Escola de Economia de Londres, chegaram ao orçamento de 19 bilhões de libras (US$ 35 bilhões), muito mais do que o governo estima, e o custo de cada unidade poderá sair a mais de 300 libras (US$ 550). O governo diz que o passaporte e o cartão de identidade juntos não custarão mais do que 93 libras (US$ 160)."Enquanto o governo diz que o custo anual será de 584 milhões de libras (US$ 1 bilhão), a Escola de Economia de Londres prevê algo em torno de 10 bilhões a 19 bilhões de libras", disse a Baronesa Noakes, uma nobre do Partido Consevador, na oposição.Depois, o governo sofreu uma segunda derrota quando os nobres votaram, por 206 a 144, para exigir um modo seguro e confiável de arquivamento dos dados pessoais de cada cidadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.