Projeto de nova Constituição do Egito limita mandato presidencial

A assembleia que está escrevendo a nova Constituição do Egito votou nesta quinta-feira pela limitação do mandato presidencial a dois períodos de quatro anos, encerrando o sistema de mandato ilimitado durante a era do deposto presidente Hosni Mubarak, que governou o país por 30 anos.

Reuters

29 de novembro de 2012 | 18h57

Os membros da assembleia aprovaram o artigo em uma votação final antes do projeto da Constituição ir a referendo popular no prazo de 15 dias da ratificação pelo presidente.

"O presidente da república deve ser eleito por quatro anos, que começam no dia após o fim do mandato de seu antecessor. Ele pode ser reeleito apenas uma vez", segundo o artigo.

(Reportagem de Marwa Awad)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOCONSTITUICAOVOTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.