Promessa de renúncia garante mais um ano de governo a Blair

Tony Blair ganhou mais um ano no cargo de primeiro-ministro britânico ao reassegurar a membros de seu partido, o Trabalhista, que dará a seu eventual sucessor tempo suficiente para se consolidar no poder antes das eleições de 2009.À medida que o partido luta para evitar uma batalha pública, considerada por muitos suicida, alguns parlamentares trabalhistas disseram nesta terça-feira que poderia ser estipulado por consenso o ano de 2007 para a saída de Tony Blair do governo.Os temores sobre a sucessão de Blair aumentaram no Partido Trabalhista depois que uma pesquisa mostrou que o Partido Conservador, da oposição, está oito pontos percentuais à frente das preferências. Na sondagem, publicada nesta terça-feira no jornal The Times, o apoio aos trabalhistas caiu seis pontos percentuais em relação ao mês passado, e metade dos entrevistados afirmou desejar que Blair deixe o cargo em menos de um ano.Os conservadores ganharam fôlego com seu novo líder David Cameron, e também com o sucesso da legenda sobre os trabalhistas nas últimas eleições locais, na semana passada. O resultado deu início às especulações sobre quando o primeiro-ministro deveria renunciar. Além do fiasco eleitoral, os trabalhistas também enfrentam a fúria dos eleitores com a notícia de que mais de mil criminosos estrangeiros deixaram a cadeia sem ser deportados.Dirigentes do partido tentaram acalmar os rebeldes que agora exigem uma data para Blair deixar o poder. Em uma entrevista coletiva na segunda-feira, o premiê se recusou a marcar a data, argumentando que isso apenas prejudicaria seu foco no governo.Vários parlamentares ouvidos pela agência Associated Press disseram que uma data adequada para que Blair deixasse o cargo seria em meados de 2007, o que daria aos trabalhistas cerca de um semestre para a escolha de um novo líder, que, por sua vez, teria mais de um ano para se viabilizar eleitoralmente para o pleito de 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.