Promotor diz que foram retirados mais 11 corpos do Kursk

Investigadores retiraram os restos mortais de 11 marinheiros do submarino nuclear Kursk e localizaram outros três disse hoje o procurador geral da Rússia, Vladimir Ustinov, de acordo com a agência de notícias Interfax. Três dos corpos foram removidos dos destroços do submarino na quarta-feira e outros oito, ontem, disse Ustinov. ?Ainda é difícil dizer quantos de nossos heróis serão retirados da embarcação, mas no nono compartimento há pelo menos outros três corpos?.Os investigadores entraram na área do sexto reator do submarino, informou a Interfax citando o comandante Vladimir Kuroyedov. ?Mais uma vez, tudo foi encontrado em ordem. Não há água e a radiação está nos limites permitidos?, disse Kuroyedov. O submarino afundou em agosto de 2000 e a maioria dos 118 marinheiros a bordo morreram asfixiados por terem inalado a poeira resultante de explosões que levaram a embarcação a afundar. Pelo menos 23 tripulantes sobreviveram às explosões por horas no compartimento superior do submarino, de acordo com cartas encontradas pelos mergulhadores que recuperaram 12 corpos há cerca de um ano. Depois da retirada dos corpos o próximo passo é proteger os reatores nucleares e seus 22 mísseis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.