Promotor pensa em convocar Cavallo

O promotorCarlos Stornelli afirmou nesta quarta-feira que, se for necessário, vai solicitar ao juiz federal Jorge Urso a convocação do ministro DomingoCavallo para depor na causa de tráfico de armas."Quando for necessário, vou propor" indicou o promotor responsável pela convocação do ex ?presidente Carlos Menem, que acabou preso.O ministro de Economia da Argentina é o único funcionário público que assinou o decreto de venda de armas, durante o governode Carlos Menem, que até o momento não foi citado para prestar depoimento pelo juiz responsável pela causa.Além de CarlosMenem, que cumpre prisão domiciliar, estão presos dois ex?ministros dele, o de Defesa, Erman González, e o do Exército,general Martín Balza.O promotor explicou que a Justiça "não está estudando nomes e sim provas", uma referência às especulações sobre umasuposta convocação de Cavallo.A declaração do juiz reforça o argumento do ministro de Economia, recentemente, em respostaà Agência Estado, quando disse que "não há provas contra mim porque sou uma testemunha nesta causa", afirmou Cavallo.Nesta quarta-feira, o promotor pediu o processamento e a prisão preventiva de Martin Balza como suposto "organizador" de umaassociação ilícita para vender ilegalmente armas para a Croácia e o Equador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.