Promotora propõe revisar licenças de TVs

A promotora venezuelana Gabriela Ramírez propôs ontem a revisão da concessão das rádios e TVs cujas políticas editoriais "prejudiquem o Estado ou causem confusão". A proposta foi feita num momento em que o governo venezuelano vem acusando a rede de TV Globovisión - a única de oposição que ainda transmite em canal aberto - de fazer "terrorismo midiático". O motivo seria o fato de a Globovisión ter divulgado a intensidade de um terremoto que abalou Caracas no dia 4 com base em dados do Serviço Geológico dos EUA. Há alguns dias, o presidente Hugo Chávez prometeu "uma surpresinha" para emissoras opositoras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.