Promotores investigam acusação contra Strauss-Kahn

Promotores franceses iniciaram hoje o inquérito preliminar sobre as acusações da escritora Tristane Banon de que o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn tentou estuprá-la em 2003, informaram fontes judiciais.

AE, Agência Estado

08 de julho de 2011 | 11h38

Detetives da polícia foram designados para investigar a acusação da escritora e jornalista de 32 anos. Segundo Banon, o crime ocorreu em um flat de Paris, quando ela tentava entrevistar Strauss-Kahn.

O político do Partido Socialista também é investigado nos Estados Unidos, em um processo distinto sobre possíveis crimes sexuais em 14 de maio contra uma camareira em um hotel de Nova York. Promotores norte-americanos admitiram nos últimos dias, porém, que há dúvidas sobre a veracidade do relato da camareira. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.