Promotoria pede 20 anos de prisão para "taleban americano"

A promotoria federal do Estado norte-americano da Virgínia pediu nesta sexta-feira uma pena de 20 anos de prisão para John Walker Lindh, o "taleban americano" capturado no Afeganistão.Em um pedido feito por escrito, a promotoria afirma que Lindh respeitou o acordo com a Justiça quando admitiu a culpa e aceitou ajudar na causa em troca de ele não ser acusado por terrorismo. Caso tal acusação tivesse sido mantida, a pena poderia ter sido muito maior.Lindh tem 21 anos e foi capturado no final de novembro do ano passado no território afegão enquanto militava entre as fileiras do antigo regime do Taleban.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.