Prospector australiano amador encontra pepita de ouro de US$ 300 mil

Um prospector amador australiano, que nunca se saiu muito bem procurando ouro, tirou a sorte grande ao desenterrar uma pepita mais pesada do que um bebê recém-nascido, avaliada em 300 mil dólares.

Reuters

18 de janeiro de 2013 | 15h09

O prospector anônimo descobriu a pepita de 5,5 quilos perto da cidade de Ballarat, numa área conhecida como "Triângulo Dourado" por suas veias ricas que provocaram uma corrida do ouro nos anos 1850.

A descoberta veio à luz na quarta-feira, quando o homem entrou na loja Ballarat Mining Exchange Gold e disse ao proprietário, Cordell Kent: "Amigo, encontrei uma boa". Ele então mostrou a pepita, acrescentando que a tinha pesado na balança do banheiro de sua casa.

"É uma pepita substancial", disse Kent à Reuters.

A pepita no formato de Y, de 22 centímetros de comprimento e 14 centímetros de largura, foi encontrada pelo prospector usando um detector de ouro feito na Austrália.

"O valor intrínseco do ouro é de cerca de 286.000 dólares australianos (US$ 301.100), mas porque se trata de um espécime bruto, e eles são extremamente raros, tem um valor muito maior", disse Kent.

(Reportagem de Pauline Askin)

Tudo o que sabemos sobre:
AUSTRALIAOURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.