Prostitutas protestam contra nova lei coreana

Cerca de 3000 prostitutas e proprietários de bordéis fizeram hoje um protesto contra uma recente lei anti-prostituição em Seul, na Coréia do Sul. Todos usavam bonés de beisebol brancos com faixas vermelhas e máscaras para não serem identificadas. O protesto percorreu as ruas da capital coreana. As prostitutas reclamam que a decretação da nova lei restringe suas atividades, inclusive ameaçando sua subsistência. As mulheres levavam placas onde estavam escritas, entre outras coisas, a frase ?Queremos garantia ao direito de sobreviver?.

Agencia Estado,

19 Outubro 2004 | 08h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.