AP
AP

Protesto contra filme de Maomé deixa 1 morto no Líbano

Fontes de segurança disseram que manifestantes invadiram dois restaurantes em Trípoli

estadão.com.br,

14 de setembro de 2012 | 10h46

BEIRUTE - Oficiais das forças de segurança do Líbano afirmaram que uma pessoa morreu e outras 25 ficaram feridas em confrontos entre policiais e manifestantes na cidade de Trípoli. Os protestos ocorrem contra o filme considerado ofensivo ao profeta Maomé.

Veja também:

link Identificado autor de filme sobre Maomé

link Manifestações contra filme blasfemo a Maomé atingem outras embaixadas

As fontes disseram que uma multidão colocou fogo em um restaurante da rede KFC e em outro da Arby''s. Os policiais chegaram e dispararam contra os agressores, matando uma pessoa. Entre os feridos, estão 18 policiais, atingidos por pedras e pedaços de vidro. Os oficiais falaram em condição de anonimato pois não têm permissão de conversar com imprensa.

Além de se manifestarem contra o filme, as pessoas aproveitaram para protestar contra a presença do Papa Bento XVI no país. "Não queremos o papa" e "chega de insultos (ao Islã)" gritavam os manifestantes.

Com AP e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
LíbanoprotestosfilmeMaoméTrípoli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.