Protesto contra golpe da pirâmide deixa 3 mortos

Pelo menos três pessoas morreram na Colômbia desde quarta-feira, quando milhares de pequenos investidores iniciaram uma onda de protestos contra o colapso de 240 pirâmides financeiras formadas por pelo menos 1.302 empresas. O governo colombiano calcula que o golpe, de pelo menos US$ 870 milhões, possa ter afetado 20 dos 32 departamentos (Estados) do país, onde as empresas prometiam lucros de até 300%. Para o presidente Álvaro Uribe, a reação do governo foi lenta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.