Protesto contra Israel nos EUA termina com 20 presos

Cerca de 20 pessoas foram detidas, entre elas o líder do movimento progressista judaico Tikkun e um professor afro-americano, durante uma manifestação de "desobediência civil" em frente ao Departamento de Estado dos EUA, em Washington. O protesto era contra o governo do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon.O rabino Michael Lerner e o professor Cornel West foram detidos quando bloquearam a rua na qual se encontra a sede da diplomacia norte-americana.No início, Lerner e West estavam liderando uma manifestação de paz na calçada em frente ao Departamento. Num determinado momento, os dois líderes e outros 16 manifestantes resolveram ampliar o ato até a rua.Os agentes policiais entraram imediatamente em ação, algemando os manifestantes e levando-os em viaturas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.