Protesto contra Israel reúne 10 mil em Madri

Cerca de 10 mil pessoas marcharam hoje pelas ruas do centro de Madri para protestar contra a ocupação militar de Israel dos territórios palestinos. Entre a multidão, dezenas de pessoas carregavam bandeiras da Palestina, enquanto outras levantavam cartazes com dizeres criticando o primeiro-ministro Ariel Sharon e o presidente dos EUA, George W. Bush. O protesto, convocado pelo Partido Socialista, a coalizão Esquerda Unida, vários sindicatos e grupos pró-palestino, terminou na Puerta del Sol com a atriz Aitana Sanchez Gijos lendo um comunicado condenando a violência de ambos os lados e exigindo o imediato estabelecimento de um Estado palestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.