Protesto da oposição na Síria deixa saldo de 14 mortos

Choques são renovados em manifestações que pedem reformas no país

Efe

18 de abril de 2011 | 08h39

DAMASCO - Pelo menos 14 pessoas morreram nas últimas horas perto da cidade síria de Homs durante um protesto da oposição e um choque armado entre desconhecidos e forças de segurança, informou nesta segunda-feira , 18, a rede de televisão "Al-Jazira".

 

Veja também:

blog Gustavo Chacra: Síria no conselho de DH da ONU

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos na região

blog No blog: Assad: reformista ou autocrata?

 

A rede não deu detalhes sobre a identidade das vítimas, que morreram em incidentes confusos, com versões díspares sobre quem os provocou e o número exato de falecidos.

 

Os distúrbios foram registrados na noite do domingo na localidade de Talbisa, próxima à cidade de Homs, norte de Damasco e perto da fronteira com o Líbano, onde se vivia uma grande tensão nas ruas, segundo a "Al Jazira".

 

Fontes do Ministério do Interior disseram que um grupo armado desconhecido matou ali quatro civis. A Síria está sendo palco de protestos da oposição que exigem reformas políticas no regime de Bashar al-Assad. O Governo de Damasco acusa grupos estrangeiros não identificados de estar por trás destes protestos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.