Protesto deixa 2 mortos na República Dominicana

Duas pessoas foram mortas a tiros e pelo menos oito feridas durante um protesto no norte da República Dominicana, na cidade de San Francisco de Macorís, onde a população se manifesta há vários dias para que o governe realize obras públicas básicas, como a pavimentação asfáltica de ruas, a construção de uma escola secundária e um restaurante no campus universitário.

AE, Agência Estado

11 de maio de 2011 | 20h52

A polícia dominicana afirmou na noite de hoje que o chefe da polícia, José Armando Polanco, criou uma comissão para investigar as circunstâncias das mortes do estudante Aquiles Núñez, de 22 anos, e de Joel Martínez, de 32 anos e irmão do cantor Elvis Martínez, popular na região. Conhecido como "El Camarón", Elvis compareceu ao funeral do corpo do irmão e não fez comentários.

O ativista Raúl Monegro, porta-voz da Frente Ampla de Luta Popular, que organizou a manifestação em San Francisco, afirma que Martínez foi morto pela polícia ontem, quando policiais invadiram o bairro de San Martín para deter pessoas que fizeram parte da passeata, e "fizeram uma carnificina". As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.