Protesto deixa dois mortos no Iraque

Um tiroteio teve início quando centenas de árabes e turcomanos fizeram uma passeata de protesto contra a possibilidade de um domínio curdo sobre a cidade de Kirkuk, rica em petróleo, no norte do Iraque. A polícia diz que há dois mortos.Os participantes da passeata exigiam que Kirkuk permaneça subordinada ao governo do Iraque, e não seja incorporada a nenhuma suposta área autônoma curda. ?Kirkuk é iraquiana!?, gritavam os manifestantes.O coronel da polícia Salem Taha disse que pistoleiros curdos abriram fogo contra os manifestantes que se opõem à inclusão de Kirkuk na federação curda quando a passeata convergiu para a sede do partido União Patriótica do Curdistão. Já um representante do partido afirmou que provocadores infiltrados na passeata abriram fogo contra a sede, forçando uma reação dos policiais que faziam a segurança. Em Bagdá, um carro-bomba explodiu enquanto um comboio americano passava por uma rua repleta de lojas. A detonação destruiu um Humvee, diz a polícia iraquiana. Um menino de 8 anos morreu e outros 11 iraquianos ficaram feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.