Protesto em Bangcoc deixa 1 morto e dezenas de feridos

Uma granada lançada contra uma multidão de manifestantes que marchavam contra o governo em Bangcoc deixou um morto e dezenas de feridos, o que tende a elevar as tensões na crise política da Tailândia e pode acarretar em mais derramamento de sangue.

AE-AP, Agência Estado

18 de janeiro de 2014 | 07h49

O líder dos protestos Suthep Thaugsuban estava na marcha de sexta-feira, mas não sofreu ferimentos depois que a granada foi arremessada contra um caminhão dirigido por manifestantes, disse o porta-voz Akanat Promphan.

O centro de serviços de emergência de Bangcoc informou que 36 pessoas ficaram feridas na explosão e a maioria não está em estado grave. Uma delas, que foi atingida no peito por estilhaços e perdeu muito sangue, morreu na manhã deste sábado, de acordo com órgão.

Apesar da violência, os protestantes prometeram prosseguir com as manifestações na cidade durante o fim de semana. Boa parte da capital está em situação pacífica, mas muitos países recomendaram cautela aos viajantes.

A Tailândia tem sido palco de repetidas crises de revolta desde que o ex-primeiro ministro, Thaksin Shinawatra, foi deposto em 2006 em meio a acusações de corrupção e por supostamente desrespeitar a monarquia. Os protestos eclodiram novamente no fim do ano passado, depois que o partido governista tentou aprovar um projeto de lei de anistia que permitiria o retorno de Thaksin do exílio.

Os manifestantes antigoverno querem a renúncia de sua irmã, a primeira-ministra

Yingluck Shinawatra. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TAILÂNDIAPROTESTOSVIOLÊNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.