Protesto em Londres pede que Blair saia da guerra

Milhares de pessoas se manifestam neste sábado em Londres para reivindicar a saída de todas as tropas do Reino Unido do Iraque, depois de o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, anunciar uma retirada parcial nos próximos meses.Protesto acontece em menos de uma semana depois de o primeiro-ministro britânico anunciar que vai retirar 1.600 soldados do Iraque nos próximos meses. Além disso, a Otan pretende intensificar a luta contra o Taleban, que se fortaleceu nos últimos meses, de acordo com o jornal britânico The Guardian.No entanto, os organizadores esperavam maior participação da população britânica."Mesmo que dois mil soldados voltem pra casa este ano, devemos intensificar a retirada de tropas da guerra para que o Reino Unido quebre de uma vez por todas suas ligações com a política externa dos Estados Unidos", disse Lindsey German, líder do grupo "Stop the War", que ajudou a organizar o protesto.Lindsey German disse ainda que os protestos também são contra os planos de Blair em construir um sistema de defesa para mísseis nucleares.Parlamentares devem votar ainda neste ano a recomendação de Blair para a renovação de submarinos que são capazes de carregar 16 mísseis nucelares e possuem vida operacional até 2024.Para os protestantes ainda há o receio de que o Reino Unido apóie uma possível invasão americana no Irã.Afeganistão O Reino Unido enviará mais mil soldados nos próximos dias para aumentar suas tropas no Afeganistão com o objetivo de enfrentar o Taleban, segundo uma reportagem do jornal britânico The Guardian publicada nesta sexta-feira, 22. Segundo o Guardian, o envio será feito por conta do recente anúncio da Otan em renovar suas tropas no Afeganistão e também pelo fato de o presidente americano, George W. Bush, pretender enviar mais dinheiro à região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.