Protesto na Indonésia contra ataque ao Afeganistão

Mais de 2.000 pessoas concentraram-se nesta sexta-feira no centro de Jacarta para protestar contra um eventual ataque liderado pelos Estados Unidos contra o Afeganistão.O protesto, encabeçado por estudantes, transcorreu de maneira pacífica. No entanto, alguns participantes foram mais tarde para a frente da residência do embaixador norte-americano Robert Gelbard, onde um grupo de militantes gritou: "Morte a Gelbard, destruam os Estados Unidos".Diplomatas de várias missões estrangeiras expressaram preocupação em virtude dos protestos. Eles se reuniram com comandantes da polícia, que ofereceram seus quartéis como "abrigo" em caso de ataques por parte de extremistas no país com a maior população muçulmana do mundo.Depois das críticas desta sexta de Gelbard à polícia, por esta, segundo ele, não atuar contra os militantes, as autoridades anunciaram um plano de contingência para transportar os estrangeiros até o aeroporto em segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.