Protesto na Itália deixa 20 policiais feridos

Pelo menos 20 policiais italianos ficaram feridos e 15 manifestantes foram presos durante os violentos confrontos que ocorreram neste sábado em Roma durante um protesto contra as medidas de austeridade.

CARLO CAUTI, ESPECIAL PARA AGÊNCIA ESTADO, Agência Estado

19 de outubro de 2013 | 19h54

De acordo com o diário Corriere della Sera, durante os confrontos a polícia neutralizou uma bomba artesanal lançada por manifestantes. O artefato continha um projétil calibre 12 e teria um potencial superior a uma granada de mão.

Durante o protesto, o grupo Anonymus atacou os sites do Ministério de Infraestrutura, Tribunal de Contas e do jornal Corriere della Sera.

Um forte esquema de segurança foi organizado na capital italiana. Mais de 4 mil policiais, apoiados por helicópteros e veículos blindados, foram posicionados em frente às sedes dos ministérios, da Presidência da República, da sede do Governo e do Banco Central da Itália.

Os confrontos mais violentos foram registrados em frente ao Ministério da Economia, onde membros do grupo Black Blocs atacaram as forças de segurança com coquetéis molotov e pedras.

Muitos manifestantes chegaram de outros países, principalmente França, Alemanha e norte da Europa. As autoridades italianas monitoraram a presença estrangeira e prenderam e expulsaram cinco Black Blocs franceses na sexta-feira (18), sob acusação de terrorismo. Um outro grupo de anarquistas estrangeiros foi encontrado com facas, pedras, máscaras e estilingues. No total, 14 estrangeiros foram denunciados pelas autoridades italianas.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.