Protesto na Tunísia reúne centenas de pessoas

Centenas de tunisianos marcharam nas ruas da capital pedindo a saída do governo em um grande protesto da oposição.

AE, Agência Estado

07 Setembro 2013 | 16h14

Neste sábado completa 40 dias do assassinato do líder da oposição, Mohammed Brahmi, cuja morte levou o país a uma crise política.

Dezenas de membros da oposição que faziam parte da Assembleia foram afastados paralisando os trabalhos de reescrita da Constituição. Semanas de mediação entre o governo e a oposição pelo principal sindicato de trabalhadores foram infrutíferas.

A oposição quer que o governo conduzido por um islamita deixe o poder alegando falta de capacidade para garantir a segurança e a expansão da economia na Tunísia, berço da Primavera Árabe.

Mais conteúdo sobre:
Tunísiaprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.