Protestos cancelam de show de Lady Gaga na Indonésia

A cantora Lady Gaga terá de cancelar seu show na Indonésia - cujos ingressos já haviam sido todos vendidos - após protestos de islamitas linhas-duras e legisladores conservadores, afirmando que suas roupas sexy e sua dança corrompem as pessoas.

AE, Agência Estado

15 Maio 2012 | 13h36

Respondendo à pressão, o porta-voz da polícia nacional, Boy Rafli Amar, disse nesta terça-feira que a permissão para o show "Born This Way Ball", marcado para 3 de junho, foi negada.

A Indonésia, um país de 240 milhões de habitantes, tem mais muçulmanos do que qualquer outra nação. Embora seja laico e tenha um longo histórico de tolerância religiosa, uma pequena minoria extremista tem se tornado mais atuante nos últimos anos.

Os linhas-duras criticaram Lady Gaga, afirmando que a natureza sugestiva de seu show ameaça minar a fibra moral do país. Alguns chegaram a ameaçar usar de força física para impedir que ela descesse do avião. Legisladores e líderes religiosos também criticaram a cantora.

Preocupados com a possibilidade de não conseguir garantir a segurança, a polícia local recomendou que a permissão para o show fosse negada, disse Amar, acrescentando que a polícia nacional decidiu consentir nesta terça-feira. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Indonésia Lady Gaga show cancelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.