Protestos chegam ao centro da capital bareinita

Manifestantes entraram em choque com a polícia do Bahrein nesta sexta-feira, quando tentavam chegar à praça principal da capital Manama. Policiais dispararam gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral sobre a multidão, perto dos bazares históricos e nas ruas estreitas do centro de Manama.

AE, Agência Estado

21 de setembro de 2012 | 14h45

Os choques nesta sexta-feira marcam o segundo dia de protestos em um mês no centro da capital do reino do Bahrein, governado pela família sunita Al Khalifa. A maioria da população é xiita e nos últimos meses têm mantido protestos, mas fora da capital.

Mais de 50 pessoas foram mortas no Bahrein, desde que o conflito interno entre a minoria sunita e a maioria xiita começou em fevereiro de 2011.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.