Protestos contra acordo de paz deixam seis mortos em Darfur

Seis pessoas morreram neste domingo em manifestações e distúrbios ocorridos em Darfur. O incidente foi resultado de um acordo assinado recentemente na Nigéria para restabelecer a paz nessa região do oeste sudanês.Segundo fontes oficiais, os protestos ocorreram em vários acampamentos de refugiados instalados nas cidades de Al Kas e Al Fasher, capital de Darfur.O governador de Al Kas, Ahmed Babakr, assegurou que alguns dos manifestantes estavam com armas brancas e fuzis e tentaram atacar uma comissária da cidade, o que levou a Polícia a atirar para o alto para dispersá-los.Os ativistas responderam com disparos e mataram quatro pessoas, entre elas um agente da polícia secreta, afirmou Babakr.Assinatura O acordo de paz em Darfur foi assinado no dia 5 em Abuja entre o governo sudanês e o Conselho Revolucionário de Libertação, a principal formação do rebelde Movimento Sudanês de Libertação (SLM), o grupo insurgente mais importante da região.Ficaram de fora outra facção do SLM e o Movimento para a Justiça e a Igualdade, um grupo rebelde menor, que consideram que o tratado não responde às aspirações dos habitantes da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.