Protestos contra Bush deixam quatro mortos na Índia

Quatro pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas na sexta-feira na Índia, durante atos de violência registrados num protesto contra o presidente americano George W. Bush, informou a agência local PTI. Os protestos contra a visita de Bush foram constantes nos últimos dias em vários pontos do país, e registraram episódios violentos especialmente em Lucknow, no norte, onde muçulmanos e hindus entraram em confronto. Segundo o inspetor-geral de polícia, O.P.Tripathi, os protestos começaram após a oração de sexta-feira, dia sagrado muçulmano, quando alguns islamitas tentaram forçar os comerciantes, de religião hindu, a fechar as portas de seus estabelecimentos. A fonte afirmou que a polícia foi obrigada a utilizar armas de fogo assim que os distúrbios começaram a ficar mais violentos. Tripathi confirmou que uma pessoa morreu durante os confrontos atingida por um disparo, enquanto outras três morreram por lesões diversas no hospital, que atendeu cerca de 20 feridos. Durante os protestos houve disparos para o alto e dezenas de manifestantes atiraram tijolos e pedras contra vitrines e carros, queimando também alguns rickshaws (triciclos de transporte público).

Agencia Estado,

04 Março 2006 | 01h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.