Protestos contra Bush paralisam Parlamento indiano

As sessões das duas Câmaras do Parlamento indiano foram suspensas nesta quinta-feira devido aos protestos de representantes de grupos de esquerda contra a visita ao país do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. Enquanto milhares de manifestantes se amontoavam em frente à sede do Parlamento, para protestar contra a presença de Bush, no recinto os gritos dos partidos de esquerda pouco após o início dos trabalhos levaram à suspensão das sessões até o período da tarde. Segundo informou a agência local PTI, a retomada das atividades nas duas Câmaras deve ocorrer dentro de algumas horas. Protesto ganha as ruas Milhares de pessoas estão nas ruas da capital indiana para protestar contra o presidente Bush em uma manifestação convocada por partidos de esquerda e comunistas. Os organizadores do evento acreditam que a participação popular será grande. "Abaixo Bush" ou "Bush, volte para casa" são alguns dos gritos mais ouvidos na manifestação. Os protestos contra Bush por parte dos grupos de esquerda, aliados do governo de Manmohan Singh, impediram que o presidente dos Estados Unidos fosse ao Parlamento, conforme previsto na sua visita de três dias à nação. As manifestações contra Bush começaram ontem em vários pontos do país, no mesmo dia em que o dirigente americano aterrissou em território indiano, e foram protagonizadas por dezenas de milhares de estudantes, muçulmanos e dirigentes de esquerda.

Agencia Estado,

02 Março 2006 | 04h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.