Protestos contra corrupção tomam sul do Egito

Moradores da região sul do Egito bloquearam uma estrada com pneus em chamas e atearam fogo a três prédios do governo hoje, em protesto contra a corrupção no governo, informaram testemunhas. Na província de Assiut, centenas de trabalhadores civis entraram em greve por melhores condições de vida, afirmando que autoridades estão distribuindo benefícios sociais de forma injusta.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2011 | 12h13

A irritação com a corrupção foi um dos motivos para os levantes que derrubaram o presidente egípcio, Hosni Mubarak, neste mês. Ontem, um painel de reforma constitucional indicado pelos comandantes do Exército egípcio, que assumiram no lugar de Mubarak, recomendou reformas constitucionais abrangentes. Entre as mudanças previstas está o limite de dois mandatos para futuros presidentes - uma alteração drástica do sistema que permitiu que Mubarak governasse por três décadas. As mudanças estão entre dez emendas constitucionais propostas que irão a referendo popular neste ano. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.