Protestos contra irmandade Muçulmana agitam Egito

Confrontos entre manifestantes e policiais foram registrados em duas cidades do Egito nesta sexta-feira, os mais recentes protestos contra a Irmandade Muçulmana, do presidente Mohammed Morsi.

Agência Estado

29 de março de 2013 | 15h29

Centenas de pessoas jogaram pedras e bombas incendiárias contra manifestantes que protestavam contra a irmandade na cidade de Alexandria. Em Zagazig, cidade do delta do rio Nilo, houve confrontos entre manifestantes e policiais. Os protestos são parte de uma convocação nacional contra o que os manifestantes chamam de ações injustas que Morsi tem adotado contra a oposição.

Na segunda-feira (25), o promotor-geral do Egito emitiu mandados de prisão para cinco dos mais importantes defensores da democracia e ativistas do país, acusando-os de instigar a violência contra sedes da irmandade no Cairo, que deixaram quase 200 feridos na semana passada. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.