Protestos de 1º de Maio acabam com 58 feridos e 139 detidos em Istambul

O Estado de S. Paulo,

01 Maio 2014 | 13h03

Manifestante resiste a jato d'água lançado pela polícia Emrah Gurel/ AP

ANCARA - Pelo menos 139 pessoas foram detidas e outras 58 ficaram feridas nos choques nesta quinta-feira em Istambul durante as tentativas de vários sindicatos de se manifestar na emblemática praça Taksim, que tinha sido fechada previamente pelas autoridades.

"Segundo nossas informações, até agora há 139 detidos em Istambul. Temo que este número vai aumentar", declarou à Agência Efe por telefone Mehmet Soganci, presidente do TMMOB, o sindicato que reúne arquitetos e engenheiros, e uma das quatro grandes organizações que convocaram marchas rumo a Taksim.

Soganci disse que ainda estavam recolhendo dados dos hospitais para estabelecer o número de feridos, embora tenha assinalado que poderiam ser cerca de cem e que entro eles há pelo menos um jornalista.

Segundo a associação de juristas CHD, cerca de 58 pessoas ficaram feridas. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Turquia 1º de Maio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.