Protestos em defesa de líder deixam 30 mortos

Protestos contra a condenação à morte de um líder islâmico, ontem em Bangladesh, terminaram com um saldo de pelo menos 30 mortos. Delwar Hossain Sayedee, de 73 anos, vice-presidente do partido Jamaat-e-Islami, foi considerado culpado por assassinatos em massa, estupros, saques e por forçar a minoria hindu a se converter ao Islã durante a guerra pela independência do Paquistão, em 1971.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.