Protestos marcam dois anos da destituição de Mubarak

Homens mascarados bloquearam a estação de metrô central do Cairo nesta segunda-feira, mesmo dia em que os egípcios comemoram o aniversário de dois anos da destituição de Hosni Mubarak da presidência do país. Os protestos eram contra o atual presidente, Mohammed Morsi, sucessor de Mubarak.

AE-AP, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h59

Outros manifestantes bloquearam o tráfico no principal viaduto da cidade, enquanto milhares marchavam pela cidade, pedindo justiça em homenagem aos mortos em confrontos com as forças de segurança do governo depois que o islamita Morsi assumiu o poder em meados do ano passado.

O Egito está em turbulência política desde a saída de Mubarak, em 11 de fevereiro de 2011. Na ocasião, ele foi substituído por um conselho militar que ficou no poder por 17 meses. Morsi venceu a primeira eleição democrática livre em junho, por uma pequena margem de diferença com seu adversário.

Os manifestantes, no entanto, dizem que pouco mudou desde a era Mubarak e acusam Morsi e a Irmandade de tentar monopolizar o poder e ignorar as demandas de grupos secular e liberal. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoconflitosislamitasHosni Mubarak

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.