Protestos na Síria deixam dezenas de mortos

Confrontos entre forças de segurança e manifestantes teriam ocorrido em Damasco e no vilarejo de Ezra.

BBC Brasil, BBC

22 de abril de 2011 | 14h09

Dezenas de pessoas teriam morrido em uma nova onda de protestos em diversas cidades da Síria contra o presidente Bashar al Assad, que já está no poder há quase onze anos.

O país vem sendo palco de protestos há semanas. Os manifestantes exigem mudanças no regime, com a adoção de um sistema democrático.

Violentos confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes teriam ocorrido em um subúrbio da capital, Damasco, e no vilarejo de Ezra, próximo à cidade de Deraa, no sul do país.

Também há relatos de violência nas cidades de Homs e Hirak.

A agência estatal de notícias Sana disse que foram usados gás lacrimogêneo e canhões d'água contra os manifestantes, mas não confirmou mortes.

Os protestos ocorrem um dia depois que o governo anunciou a suspensão do estado de emergência que vigorava no país desde os anos 1960, em um gesto visto como uma concessão aos manifestantes.

Pelo menos 230 pessoas morreram no país desde março, quando começaram os protestos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.