Próxima pandemia de gripe poderá matar 7 milhões, diz OMS

É iminente a irrupção de uma nova pandemia mundial de gripe que matará entre dois milhões e sete milhões de pessoas, advertiu o diretor do Programa Mundial de Influenza da OMS, Klaus Stohr. Segundo o especialista, que participa de uma reunião sobre o assunto em Bangcoc, as pandemias aparecem no geral a cada 20 ou 30 anos, quando o vírus da gripe muda tão drasticamente que as pessoas se vêem com pouca ou nenhuma imunidade."Durante os últimos 36 anos, não registramos pandemias, e acredita-se que estamos mais próximos de uma agora do que nunca antes", afirmou Stohr à imprensa. O diretor da OMS disse que a gripe avícola que este ano matou 32 pessoas na Tailândia e no Vietnã, e milhões de frangos em toda a Ásia, "é o que causará a próxima pandemia".O pior caso registrado foi a chamada gripe espanhola, pandemia que durou de 1918 a 1919, quando ,acredita-se, morreram 50 milhões de pessoas em todo o mundo, quase a metade delas formada por jovens e adultos saudáveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.