Ruth Fremson/The New York Times
Ruth Fremson/The New York Times

Próximo debate republicano nos EUA contará com apenas 7 participantes

Rand Paul e Carly Fiorina, que participaram da maioria dos debates, ficarão fora do evento principal promovido pela Fox na quinta-feira

O Estado de S. Paulo

12 Janeiro 2016 | 09h47

WASHINGTON - O próximo debate entre os pré-candidatos do Partido Republicano dos Estados Unidos para a indicação à Casa Branca contará com apenas sete participantes, o número mais baixo de todos os realizados até o momento.

O debate, que será realizado nesta quinta-feira em North Charleston, na Carolina do Sul, será exibido e moderado pela emissora "Fox Business Network" e contará com a presença do magnata imobiliário Donald Trump, do senador pelo Texas Ted Cruz, do senador pela Flórida Marco Rubio, do neurocirurgião aposentado Ben Carson, do governador de Nova Jersey, Chris Christie, do ex-governador da Flórida Jeb Bush e o governador de Ohio, John Kasich.

Ficarão fora, portanto, o senador libertário por Kentucky, Rand Paul, que tinha participado de todos os debates realizados até agora, e a ex-executiva da Hewlett-Packard Carly Fiorina, também presente na maioria dos encontros, exceto o primeiro.

A "Fox Business Network" informou que esses dois aspirantes devem participar do debate prévio ao do horário nobre, junto com o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee, e o ex-senador da Pensilvânia Rick Santorum.

Após saber que ficaria fora do debate principal, no entanto, um porta-voz da campanha de Paul anunciou que o senador não participaria do debate prévio, já que sua candidatura "é de primeiro nível".

Assim, o debate "de segunda categoria" com os aspirantes pior posicionados nas pesquisas passará a ter somente três participantes, caso Carly, Huckabee e Santorum confirmem sua presença, o número mais baixo desde o início da campanha.

No primeiro debate prévio ocorrido no dia 6 de agosto, em Ohio, havia sete pré-candidatos, enquanto o debate principal daquela noite contou com a presença de dez aspirantes.

O debate desta quinta-feira será o sexto da campanha e o penúltimo antes das primeiras votações das primárias, o caucus de Iowa, que será realizado em 1º de fevereiro. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.