PSD nomeia ministros de próximo governo na Alemanha

O Partido Social Democrata da Alemanha nomeou neste domingo seus ministros para o próximo gabinete da coalizão sob o comando da chanceler Angela Merkel. O partido de orientação à esquerda assume o controle dos ministérios econômico e de relações exteriores, enquanto o ministério das Finanças permanece sob o comando dos conservadores. Os oito ministros conservadores serão anunciados mais tarde.

Agência Estado

15 de dezembro de 2013 | 11h30

O anúncio do PSD acontece um dia depois de membros do partido terem aprovados um acordo de coalizão com os conservadores de Merkel, eliminando um último obstáculo na formação do novo governo, quase três meses após as eleições de setembro.

O presidente do Social Democrata, Sigmar Gabriel deverá ser o ministro para Energia e para a Economia, ministérios serão aglutinados em um único. Frank-Walter Steinmeier assume o cargo de ministro das Relações Exteriores, reprisando o papel que desempenhou durante o primeiro governo de Merkel, de 2005 a 2009. A secretária-geral do Social Democrata, Andrea Nahle, ocupará o ministério do trabalho. Outros ministérios ocupados por sociais democratas são os da justiça, da família e do meio-ambiente. Fonte: Dow Jones Newswire.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhagoverno de coalizãoMerkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.