PSDB estuda barrar Caracas no Mercosul

O senador brasileiro Álvaro Dias (PSDB-PR) reuniu-se ontem com o presidente do Paraguai, Federico Franco, criticando a decisão do governo Dilma Rousseff de "isolar" o país vizinho. Dias afirmou ainda que o PSDB analisará a possibilidade de entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a entrada da Venezuela no Mercosul.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2012 | 03h04

A decisão final do partido será anunciada na terça-feira. O Congresso paraguaio não aprovou a entrada de Caracas no bloco, mas, como Assunção está suspensa do Mercosul, os outros três membros entenderam que era possível incorporar a Venezuela.

Também ontem, o presidente da comissão da Defesa da Câmara de Deputados do Paraguai, José López Chávez, anunciou que manteve conversas com generais dos EUA para negociar a instalação de uma base militar no Chaco. / LISANDRA PARAGUASSU E ARIEL PALACIOS, DE BUENOS AIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.