Psicólogos acompanham saúde mental no resgate

Uma equipe de médicos e psicólogos acompanha os trabalhos de resgate dos mineiros para analisar a saúde mental dos sobreviventes. "Precisamos estabelecer urgentemente o estado psicológico em que os mineiros se encontram. Eles precisam entender o que sabemos na superfície, que levará várias semanas até que vejam a luz do sol novamente", afirmou o ministro da Saúde chileno, Jaime Manalich. "Deve-se estabelecer um líder no grupo e uma rede de apoio para prepará-los para o que vem pela frente, que não será fácil", acrescentou. Ontem, os mineiros responderam 11 perguntas que avaliaram as condições físicas e psicológicas de cada um, incluindo sintomas, a última vez que comeram e quem está no comando do grupo.

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.