Publisher do Miami Herald cai após polêmica com jornalistas anti-Fidel

O publisher do jornal americano Miami Herald, Jesús Díaz Júnior, renunciou nesta terça-feira por causa da recente revelação de que alguns jornalistas que trabalhavam para um de seus diários foram pagos para aparecer em eventos patrocinados pelo governo americano para promover a democracia em Cuba.Díaz Júnior também renunciou ao posto de presidente do grupo que edita o Miami Herald e o El Nuevo Herald, jornal para o qual trabalhavam os jornalistas envolvidos no caso de recebimento de dinheiro.Numa carta aos leitores, Díaz Júnior anunciou sua renúncia, mas informou que a empresa recontrataria dois repórteres e um colaborador do El Nuevo Herald demitidos no mês passado por receberam dinheiro da Rádio Martí e da TV Martí, financiadas por Washington. Ainda segundo ele, outros seis profissionais envolvidos no episódio não seriam punidos.David Landsberg, um antigo funcionário do grupo que atuava como gerente geral, assumirá a presidência do grupo e trabalhará com publisher dos dois jornais, anunciou a The McClatchy Co., matriz da empresa que publica o Miami Herald e El Nuevo Herald.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.