Puerta é presidente provisório da Argentina

Após uma rápido trâmite, a Assembléia Legislativa oficializou a saída do presidente De la Rúa, e Ramón Puerta é presidente provisório do país. A sessão foi suspensa até amanhã às 19 horas, quando será decidido quem pilotará o período de transição, até as eleições.Segundo o jornal argentino El Clarín, a possibilidade mais forte para uma saída institucional é a convocação de eleições para dentro de 90 dias.Eduardo Duhalde, uma das figuras mais poderosas do Partido Justicialista (peronista), senador pela província de Buenos Aires, confirmou que não será candidato a presidente e apoiou a convocação de eleições. Duhalde disse seu candidato é o peronista Carlos Ruckauf, governador da província de Buenos Aires, um dos caciques peronistas. Em entrevista nesta sexta-feira, Ruckauf afirmou que De la Rúa deveria ?ficar em silêncio?, em resposta às críticas do ex-presidente aos peronistas, que, segundo De la Rúa, se equivocaram ao não apoiá-lo.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.