Putin acusa EUA de tentar impor sua vontade ao mundo

O presidente russo Vladimir Putin criticou os EUA duramente, neste sábado, por acreditar que o país quer impor sua vontade ao mundo. Em um discurso durante a reunião anual do G7 na Alemanha, Putin atacou o conceito de um "mundo unipolar" - onde os EUA é a única superpotência -, acrescentando que as ações dos EUA no exterior haviam piorado os conflitos."O que é um mundo unipolar? Não importa o quão bonito seja esse termo, ele implica em um só centro de poder, um só centro de força e um só comandante", disse Putin. "Não tem nada a ver com a democracia, pois essa é a opinião da maioria levando em conta a opinião minoritária. Sempre nos dão lições sobre democracia, mas os que ensinam sobre democracia não querem aprender sobre isso", afirmou.Desde a desintegração da União Soviética, em 1991, o mundo tem apenas uma superpotência. Mas Putin tem transformado a Rússia de um estado em crise econômica em um país com poder crescente graças a suas vastas de reservas de petróleo e gás.Putin disse que os EUA tinham ultrapassado suas fronteiras em questões de segurança nacional, uma política que havia deixado o mundo menos e não mais seguro. "As ações unilaterais não resolveram os conflitos e ainda os pioraram", disse Putin, alegando que se deveria usar a força apenas com o respaldo da Organização das Nações Unidas.Putin não especificou qual o conflito, mas tem sido muito crítico com a invasão do Iraque pelos EUA em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.