Putin afirma que apoia Ucrânia em plano de cessar-fogo

O presidente Russo Vladimir Putin apoiou o plano de cessar-fogo da Ucrânia e pediu aos dois lados que parem com operações militares. Um comunicado divulgado pelo Kremlin nesse sábado afirma que "o presidente da Rússia pede que as partes parem com atividades militares e sentem na mesa de negociações".

Agência Estado

21 de junho de 2014 | 15h01

O comunicado afirma ainda que Putin apoiou a decisão do presidente ucraniano Petro Poroshenko de declarar um cessar-fogo unilateral de sete dias começando na noite de sexta-feira. Poroshenko afirma que a medida é o primeiro passo na direção de um plano de paz que irá incluir anistia para separatistas pró-Rússia. Putin afirmou, porém, que sem uma ação direcionada para começar negociações, o plano era "inviável e irrealista". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaviolênciaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.