Putin alerta EUA sobre perigo de apoio à Geórgia

O presidente russo, Vladimir Putin, discutiu, por telefone, o suposto apoio americano à Geórgia com o presidente dos EUA, George W. Bush, informou Moscou nesta segunda-feira.As queixas foram feitas num momento em que a Rússia e a ex-república soviética vivem uma grave crise diplomática, por causa da detenção, na quarta-feira passada, de cinco militares russos acusados de espionagem pela Geórgia.Putin sublinhou "a inaceitabilidade e o perigo de quaisquer ações de nações terceiras que possam ser interpretadas pela liderança georgiana como um encorajamento de sua política destrutiva", disse o Kremlin, numa aparente referência ao suposto apoio dos EUA ao governo de Saakashvili.As trêmulas relações da Rússia com o vizinho pioraram rapidamente após a subida de Mikhail Saakashvili à presidência da Geórgia, após a Revolução das Rosa, em 2003. Saakashvili prometia tirar o país da órbita russa, trazer de volta províncias separatistas e entrar para a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), uma das principais alianças militares do mundo. O curso tomado por Saakashvili irritou Moscou, que tem olhado cuidadosamente o crescimento dos Estados Unidos dentro do chamado ´terreno´ russo na Ásia e Leste Europeu. Na semana passada, a Rússia tentou exercer pressão internacional sobre a Geórgia ao levar a questão para o Conselho de Segurança da ONU. Os EUA, no entanto, opuseram-se à medida, dando aos russos mais razões para pensar que o país poderia estar por trás das recentes ações de Tbilisi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.