Putin anuncia que disputará presidência da Russia

Primeiro-ministro diz que será uma honra participar das eleições de 2012 e indica que Medvedev poderá assumir a chefia do governo

MOSCOU, O Estado de S.Paulo

25 Setembro 2011 | 03h04

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, oficializou ontem sua intenção de concorrer à presidência do país nas eleições que ocorrerão em março de 2012 pelo Partido Rússia Unida. O anúncio foi realizado durante um congresso da legenda em Moscou.

O atual presidente, Dmitri Medvedev, estava ao lado de Putin durante o anúncio e declarou que "seria correto o Congresso apoiar a candidatura" do primeiro-ministro. Com grande aprovação, é praticamente certa a volta de Putin ao cargo que ocupou entre 2000 e 2008.

Caso as urnas confirmem o favoritismo, Medvedev poderá assumir o posto de premiê. Inversão de cargos que já foi aprovada pelo partido.

A escolha de Putin encerra meses de especulação sobre se ele disputaria a presidência ou deixaria o espaço aberto para A reeleição de Medvedev, mais moderado e aberto a reformas

Confiante, Putin discursou aos delegados do partido. "É uma grande honra para mim. Espero seu apoio", declarou.

Poder. O cenário atual, com mandatos de seis anos, abre a possibilidade de Putin se estabelecer no poder até 2024, colocando-o no posto de figura mais poderosa da Rússia durante todo o primeiro quarto do século 21.

A eleição presidencial será precedida pela parlamentar em 4 de dezembro, na qual o Rússia Unida buscará manter sua supremacia - o partido tem hoje 312 das 450 vagas no Parlamento.

O período para a apresentação formal dos nomes dos candidatos que concorrerão à presidência ainda não começou e não há clareza sobre quem será escolhido para desafiar Putin. Mas é certo que derrotá-lo será uma missão difícil. / AP E REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.