Putin discute conflitos na Ucrânia com líderes europeus

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, desembarcou nesta quinta-feira em Milão, onde prepara uma missão diplomática em um encontro com líderes da Ásia e da Europa, numa tentativa de escapar à maior crise do país com o ocidente desde a Guerra Fria.

Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2014 | 10h09

Putin discute os conflitos na Ucrânia em um café da manhã com o presidente do país em crise, Petro Poroshenko, e importantes líderes europeus. Depois, ele ainda poderá se encontrar privadamente com o líder ucraniano. Essa é a primeira oportunidade que o presidente russo terá de discutir o confronto entre separatistas e o governo da Ucrânia no leste do país desde sua viagem à França, em junho deste ano.

Poroshenko, que conversou com Putin por telefone nesta semana, disse estar esperançoso em relação a progressos diplomáticos com o país.

A chanceler Angela Merkel, que também se encontrará com o presidente russo, disse esperar discutir o cumprimento do acordo de cessar-fogo assinado em setembro. A medida contribuiu para reduzir as hostilidades no país, mas não conseguiu impedir todos os confrontos. As sanções comerciais impostas pelos Estados Unidos e pela União Europeia só devem ser retiradas caso os conflitos cheguem ao fim.

Os chefes de Estado participarão de uma reunião de dois dias, com o objetivo de aprofundar os laços econômicos e culturais entre nações da Europa e da Ásia, ao mesmo tempo em que debatem preocupações em comum. Como principais panos de fundo do encontro estão a crise da Ucrânia e os protestos em Hong Kong. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaUcrâniaconflitoAlemanhaMerkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.