Putin diz que fim da URSS foi "enorme tragédia"

O presidente da Rússia e candidato à reeleição, Vladimir Putin, disse num discurso de campanha que o fim da União Soviética foi ?uma tragédia nacional em enorme escala?. Putin, um ex-agente do temido serviço secreto soviético, a KGB, já havia elogiado o antigo império soviético anteriormente, mas nunca de forma tão direta. ?Apenas as elites e os nacionalistas das repúblicas ganharam? com a extinção da URSS, afirmou ele em discurso televisionado.A linguagem do presidente deverá causar preocupação nas 14 repúblicas que ganharam independência de Moscou há mais de uma década. Em conversas com as ex-repúblicas soviéticas, Putin vinha tentando reduzir o medo de que a Rússia ainda tivesse pretensões imperiais. Em setembro, ele havia dito que a União Soviética era ?um trem? que ?havia partido?.Em um tom bem mais incisivo, nesta quinta-feira o presidente afirmou que ?os cidadãos comuns da antiga União Soviética e do espaço pós-soviético não ganharam nada com isso (a independência). Pelo contrário, as pessoas vêm enfrentando um número enorme de problemas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.