Putin diz ter advertido EUA sobre ameaça iraquiana

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que Moscou advertiu Washington que Saddam Hussein estava preparando ataques nos Estados Unidos e contra interesses americanos no exterior - uma afirmação que reforçaria a garantia do presidente George W. Bush, de que o Iraque de Saddam era uma ameaça.Putin enfatizou que a informação de inteligência não levou a Rússia a reconsiderar sua firme oposição à guerra dos EUA contra o Iraque no ano passado. "Depois de 11 de setembro de 2001 e antes do início da operação militar no Iraque, o serviço especial russo... recebeu informação dando conta de que oficiais do regime de Saddam estavam preparando ataques terroristas nos Estados Unidos e no exterior, contra interesses militares e outros alvos dos EUA", disse Putin."Apesar dessa informação, a posição da Rússia sobre o Iraque permaneceu inalterada", disse ele na capital casaque, Astana, onde participou de uma cúpula regional. Segundo ele, a Rússia não obteve nenhuma informação de que o regime de Saddam havia efetivamente se envolvido em qualquer ato terrorista."Uma coisa é ter informação de que o regime de Saddam está preparando ataques terroristas, (mas) não tivemos informação de que ele estava envolvido em qualquer ataque terrorista conhecido", frisou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.