Putin e Bush se encontram na Eslovênia

Apesar do clima de cordialidade que marcou ontem a primeira reunião de cúpula entre os presidente dos EUA e da Rússia, George W. Bush e Vladimir Putin, o líder russo advertiu que a intenção americana de construir um escudo antimísseis balísticos pode complicar a relação entre os dois países. ?Qualquer ação unilateral pode tornar mais complicados diversos problemas e questões?, declarou Putin na entrevista coletiva que os dois presidentes concederam conjuntamente após o encontro. Putin qualificou o Tratado Antimísseis Balísticos (ABM) ? que teria de ser revisto para permitir a construção do escudo ? de ?pilar da moderna segurança internacional?. Em discursos anteriores, Bush tinha classificado o mesmo tratado de ?relíquia da guerra fria?. Em sua essência, o ABM, firmado pela extinta União Soviética e os EUA em 1972, impede que uma potência nuclear desenvolva sistemas de defesa que a torne invulnerável. Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.