Putin e líderes da UE discutem em cúpula comércio e energia

O presidente russo, VladimirPutin, iniciou nesta sexta-feira sua última cúpula com líderesda União Européia (UE), mas deu poucas indicações sobre avançosem relação a disputas de comércio e energia com o bloco. Diferenças sobre investimentos em mercados de energia e arelutância da Europa em apoiar a tentativa de adesão russa àOrganização Mundial do Comércio (OMC) são alguns dosimportantes pontos polêmicos da reunião de um dia em um antigopalácio real de Portugal. Uma disputa sobre a proibição da Rússia à importação decarne polonesa impediu o início de conversas entre os russos ea UE sobre uma parceria e um acordo de cooperação parasubstituir um que se encerra em dezembro. "O infame princípio da solidariedade européia funciona comoum freio nas relações Rússia-UE e nos impede de avançar maiseficientemente e de resolver assuntos que preocupam os doislados", disse o enviado especial russo para a UE, SergeiYastrzhembsky. Autoridades de Portugal, que atualmente ocupa a Presidênciarotativa da UE, procuraram diminuir as expectativas sobre areunião, lembrando das eleições parlamentares na Rússia emdezembro e nas presidenciais, em março. "Caracterizaria a cúpula como uma transição", disse estasemana o chanceler português, Luis Amado. Este deve ser o último encontro UE-Rússia para Putin, jáque ele deixa o cargo em maio. (Com reportagem de Oleg Shchedrov e Axel Bugge)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.